ASMS reforça garantia em relação a suspensão recadastramento de aposentados

Buscando garantir os direitos dos nossos associados, a ASMS buscou confirmação acerca o recadastramento dos aposentados da Prefeitura de Salvador. Diante do cenário de pandemia e os riscos para essa parcela da população, a intenção foi salvaguardar a saúde e a biossegurança daqueles que se dirigem à sede da Dprev – Diretoria de Previdência (antigo Previs/IPS).

Os termos do Decreto Municipal nº 32.248 de 14 de março de 2020 trazem as restrições de circulação na cidade e atendimento nos órgãos públicos. Além disso, em publicação, a própria Dprev comunica que foi suspensa, temporariamente, a obrigatoriedade de recadastramento e demais atos que impliquem em comparecimento pessoal para os aposentados e pensionistas.

“Nossa ação sempre segue no sentido de resguardar direitos e proteger a saúde. Temos pilares sólidos de defesa dos nossos associados. O trabalho da ASMS é sempre feito na busca de resultados eficazes. Estávamos preocupados com o recadastramento dos aposentados diante da pandemia. Cientes de que a suspensão da obrigatoriedade está determinada, isso traz segurança de que não haverá prejuízos para nossos associados”, disse o presidente da ASMS, Humberto Costa.