DestaqueSaúde em Foco

Manchas de pele no verão: conheça tratamentos para evitar e tratar as imperfeições

0

As manchas na pele surgem em qualquer estação, mas no verão elas se tornam mais frequentes. Os raios solares e a falta de uso de protetores reforçam a produção de melanina, resultando nas indesejadas manchas. Neste período, com a radiação mais intensa, muitas pessoas se expõem mais ao sol e esquecem de passar e reaplicar o protetor solar.

De acordo com a dermatologista Camila Reis, “a exposição solar sempre gera um desgaste ao nosso DNA. Esse processo se reflete através das rugas, ressecamento, envelhecimento precoce e, nos casos mais severos, o câncer de pele”, diz”. Por isso, é tão importante se proteger e usar um filtro solar apropriado para encarar a estação.

Com essa alta exposição, a melanina- pigmento responsável por dar cor à pele e pelos, além de protegê-los dos raios ultravioletas – é produzida de maneira mais acelerada, originando as lesões cutâneas. Dentre as manchas mais comuns estão os melasmas. Na pele negra, por apresentar, geneticamente, mais melanina, elas surgem numa quantidade maior e se tornam mais aparentes.

“Essas marcas são mais difíceis de tratar. No entanto, isso não significa que seja impossível de clareá-las”, afirma, alertando sobre os riscos de intensificar o problema. “A região apresenta uma quantidade maior de melanina e, consequentemente, mancha com mais facilidade. Sendo assim, é preciso atenção redobrada durante o tratamento, para não agredir a pele e piorar o quadro, estimulando o surgimento de novas manchas na pele”, explica.

A especialista lista métodos para prevenir as lesões na pele:

1- Aplicar o filtro solar 30 minutos antes de se expor ao sol;

2- Reaplicar o produto a cada duas horas ou após cada mergulho, seja na praia ou piscina;

3- Usar quantidade de protetor suficiente para cada parte do corpo;

4- Evitar se bronzear nos horários de exposição solar mais agressivos, entre 10h e 16h;

5- Utilize sempre um guarda-sol;

6- Bonés e chapéus ajudam a proteger o rosto.

A dermatologista orienta sobre tratamentos eficazes no combate às indesejáveis marcas corporais que surgem com o passar dos anos. “É importante fazer esfoliação semanalmente, isso ajuda a remover células mortas; também indico cremes clareadores e uso de produtos com vitamina C. Essa rotina pode ser desenvolvida em casa, sem necessidade de especialista. Mas para potencializar os efeitos temos tratamentos feitos em clínicas, como microagulhamento e peeling, por exemplo”, aconselha a médica, lembrando que indicação de tratamentos deve ser realizada por profissionais habilitados.

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may also like